Casos Clínicos

Dor no tratamento de canal

Gostaria de saber porque fiz um tratamento de canal há dois meses e o local ainda continua doendo. Será que o tratamento não ficou bem feito?

Gostaria de saber porque fiz um tratamento de canal há dois meses e o local ainda continua doendo. Será que o tratamento não ficou bem feito?
Quando fazemos tratamento endodôntico nos dentes (tratamento de canal), é normal que o dente fique sensível por um certo tempo; no entanto dois meses é um período de tempo muito longo.

O dente que teve seu canal tratado pode doer por vários motivos, sendo eles:

- irritação mecânica do periápice (osso e tecido conjuntivo que circunda a raiz do dente na porção superior do mesmo, ou seja, no final da raiz, onde o instrumento pode ter tocado durante o preparo do canal)
- irritação química, devido ás substâncias usadas para irrigar o canal do dente.
- irritação física, devido ao calor que certas técnicas de obturação causam nos tecidos periodontais e periapicais
E outros fatores decorrentes de técnicas de tratamento.

A dor também é dependente da patologia que levou o dente à necrose, ou seja, dependendo do motivo pelo qual o dente “morreu", que pode ser, cárie, trauma e outros.

A possibilidade do tratamento ter sido mal feito também existe, porém antes de afirmar, a melhor conduta seria o retorno ao dentista com o qual o tratamento foi realizado para esclarecer as dúvidas.

Ainda podemos dizer que existem casos nos quais houve o desenvolvimento de uma lesão periapical (lesão que pode ser vista em radiografias), e quando este quadro está presente a “cura” do processo infeccioso e inflamatório pode ser dificultada, sendo necessária as vezes uma cirurgia no local da lesão (cirurgia paraendodôntica) além do tratamento do canal. Esta também é uma provável causa para a dor prolongada pós tratamento endodôntico.

Podemos incluir nesta vasta lista de possíveis causas para a sintomatologia dolorosa duradoura, alguns acidentes que são comuns no decorrer do tratamento endodôntico.

Dentre estas falhas poderíamos citar a fratura de instrumentais dentro do canal do dente; a perfuração da raiz ou da área de furca (assoalho do dente); o fato de esquecer de tratar um ou mais canais que em certos dentes (principalmente os posteriores) podem estar difíceis de se encontrar.

Como podemos ver, são várias as causas para a dor pós tratamento endodôntico. E a melhor conduta que podemos tomar frente a casos semelhantes, é fazer uma nova consulta com o profissional responsável pelo tratamento e explicar para ele o que estamos sentindo, para que o mesmo possa nos ajudar.


Marcelo Silva Monnazzi é Cirurgião Dentista graduado pela Universidade Sagrado Coração - Bauru - SP. Residente na área de cirurgia buco-maxilo facial pela Unesp Araraquara. CRO 60976.